Páginas

domingo, 17 de janeiro de 2010

UMA ESCOLA DO BARULHO

Evelyn Heine


Era uma vez uma escola muito engraçada. Uma escola de samba, com um palhaço e uma baiana pintados na entrada.
Tinha lição de casa, prova e chamada oral. E a matéria... claro, era só carnaval.
Na aula de artes nem precisava de papel. A pintura se fazia no rosto mesmo! Na aula de história, todo mundo aprendia sobre a Guerra do Confete, sobre a eleição do Rei Momo, sobre a invenção da cuíca... o descobrimento do Morro da Mangueira... Na aula de matemática: – Quantos são no trio elétrico? – Três, professora! – Muito bem! Na aula de música: – Oô, Oô, Oô...
No boletim, vinha escrito o "Samba de Uma Nota Só".
E quem fosse mal, aí não tinha outro jeito: levava uma semana de folia. E tinha que ser lá na Bahia!

*Discutir com a turma, após a leitura, algumas questões:

1.Qual é o assunto principal de que fala o texto?

2.O que você achou da escola do barulho?

3.Quais as diferenças e semelhanças entre a nossa escola e a escola de que fala o texto?

4.Você gostou do texto? Por quê?

5.PINTE NO TEXTO E DEPOIS ESCREVA ABAIXO TODAS AS PALAVRAS RELACIONADAS AO CARNAVAL.

Nenhum comentário: